quinta-feira, 5 de maio de 2016

A Carta do Chef Bruno Horta no Restaurante Flores do Bairro

Desde que o Chef Bruno Rocha chegou ao Flores do Bairro para tomar rédeas da cozinha que se esperava uma carta de sua autoria. Alfacinha de gema, foi no Algarve que se destacou como cozinheiro. Primeiro no Sheraton Pine Cliffs Algarve, depois no Vila Vita, no período em que o restaurante e o Chef Hans Neuner recebem a primeira estrela Michelin, e por último no Hotel Tivoli Victoria e no The Residences at Victoria Golf Club, onde foi Chef executivo.  


Situado no primeiro boutique hotel de 5 estrelas em Portugal, o Bairro Alto Hotel, o Restaurante Flores do Bairro apresenta-se como um espaço de cozinha contemporânea e criativa. E quem melhor que Bruno Rocha para dar continuidade ao trabalho anteriormente realizado pelo Chef Vasco Lello e marcar o seu cunho numa carta maioritariamente portuguesa e à base de produtos nacionais, mas sempre com o rigor assim exigido na gastronomia de hotel. Em atividade desde janeiro, foi agora com a mudança de estação, e depois de afinar a equipa, que Bruno se aventurou a mostrar o que bem sabe fazer. "O importante para mim era fazer uma carta com primazia ao produto nacional e com receitas nacionais, mas usando influências de outras gastronomias, que representam a Lisboa multicultural. Alicerçada num tripé, com Portugal na liderança, a técnica francesa e o rigor asiático, a cozinha do Flores do Bairro mostra-se a Lisboa com arte, empenho e generosidade. Pretende-se contar a nossa história à mesa de uma forma lúdica, interativa, desafiante e até mesmo provocante” afirma o Chef Bruno Rocha ao descrever a nova carta.  


A aposta em diversos petiscos para partilhar vai continuar a ditar as leis no Flores do Bairro e a nova carta apresenta alguns pratos emblemáticos de Lisboa: “Meia desfeita de bacalhau com grão-de-bico negro”, uma das novidades da carta, é um prato típico da Mouraria, bastante estimado por grandes escritores como Eça de Queirós e Ramalho Ortigão; “Os peixinhos da horta”, outra das propostas; e ainda “A Amêijoa veste-se de bulhão pato” que ficaram para sempre ligadas ao escritor e grande gastrónomo. "Poder recuar no tempo através de um prato ou ingrediente foi um dos principais desafios para a equipa do restaurante Flores do Bairro ao desenvolver a nova carta. Os pratos principais refletem algumas das suas histórias e experiências de vida.  O prato “Atum metido numa cebolada e batata-doce” conta a história das dificuldades em conseguir sempre o melhor exemplar e a minha ligação fraternal ao Algarve e a “Lombo de Vitela assado “sem demoras”, esparregado de acelgas e Touriga Nacional” representa a ligação familiar com a região de Viseu e as memórias das incríveis férias de verão” explica o Chef Bruno Rocha. Nas sobremesas de destacar o “Creme de arroz doce e citrinos, gelado de bolacha Maria”, “O toucinho vindo do céu, com café e migas de amêndoa” e ainda “O chocolate e o azeite numa tablete”, que surge com uma “apresentação bastante lúdica e divertida, remetendo para os tempos de escola onde o momento mais aguardado era abrir a lancheira, ver a sandwich e optar pela tablete de chocolate” conclui Bruno Rocha. Destacamos ainda na carta o "Tártaro de tomate e orégãos", o "Pregado e pata negra em molho da fragateira" e o "Creme de arroz doce e citrinos, gelado de bolacha Maria" que é uma sobremesa que tem tanto de bom, como de bonita. 


Posto isto resta-nos dizer que o Flores do Bairro está aberto diariamente das 13h00 às 15h00 e das 19h30 às 23h00. O valor médio por pessoa ronda os 30€ e é necessário fazer a reserva para o 213 408 288 ou flores@bairroaltohotel.com. O atendimento é cordial mas descontraído, o ambiente é acolhedor e  possui estacionamento e serviço de valet parking gratuito, ao almoço e jantar.

Sem comentários:

Enviar um comentário