quarta-feira, 23 de março de 2016

Provar Lisboa - Cais da Pedra

Se há coisa que não falta em Lisboa são dias de Sol. Dias de Sol e espaços onde podemos usufruir dos mesmos. Plantado à beira do Tejo, o Cais da Pedra é um desses sítios. Situado na Av. Infante D. Henrique, pertinho de Santa Apolónia é um sitio de fácil acesso e que o Sol brinda quase 300 dias por ano.





Ponto de referência para se comer um bom hambúrguer, ainda não se ouvia falar na massificação das hamburguerias de hoje em dia, foi pela mão de Henrique Sá Pessoa que se começou a falar do Cais da Pedra. Fosse para um almoço de negócios, ou para uma jantarada entre amigos, são raros os lisboetas que nunca comeram um hambúrguer naquela casa. Mas para um Chef como Henrique Sá Pessoa, fazer bons hambúrgueres não é suficiente. Numa zona onde com bastante frequência atracam os gigantes do oceano, que trazem milhares de turistas à nossa cidade e em busca dos sabores únicos que os nossos pratos típicos têm, Henrique apostou numa carta simples e despretensiosa onde lado a lado com os hambúrgueres, introduziu alguns dos seus clássicos.


As novidades surgem logo nas entradas, onde ao famoso Folhado de Queijo de Cabra se junta a Sopa da Estação, o Tártaro de Robalo e as Migas de Alheira e Ovo a baixa temperatura (já um clássico da cozinha contemporânea). Na nossa visita tivemos a oportunidade de experimentar o delicioso tártaro, onde o robalo casa com a maça verde num sabor fresco e confortante; e as migas de alheira, nas quais é dado o prazer a quem pede de envolver o ovo nas mesmas e tornar um prato que já é bom só por si, num prato ótimo.


São três os clássicos do Chef que entram na carta: Bochechas de Porco Alentejano, Caril de Camarão e Lombo de Bacalhau. Pode não parecer a melhor escolha para por lado a lado com a imagem de marca da casa, mas todos estes pratos funcionam muito bem. Ora vejamos, quando lá estivemos provámos o caril que vem divinamente bem servido em dois pequenos tachos de cobre, um traz o leve e solto arroz e o outro o caril envolto em espinafres e leite de coco, o toque do gengibre dá aquele "kick spicy" sem que se torne demasiado picante. O lombo de bacalhau, apresenta-se fresco, o que só por si já não é muito comum de encontrar. A acompanhar vem uma esmagada de bata a servir de cama ao lombo; puré e beringela e espinafres; e um pouco de tomate seco, o que faz com que este prato fique uns níveis acima dos outros que lá são servidos. Quanto às bochechas que não provámos desta vez, vêm acompanhadas por puré de batata doce e um salteado de couves e bacon.


Como não podia deixar de ser, nenhum menu fica completo sem sobremesa e, tratando-se de novidades, esta parte da refeição (para muitos a mais importante) também tem o seu "q" de novo. A juntar ao já famoso Brownie de Chocolate e também à famosa Mousse de Chocolate com pedaços de chocolate Crunchie, o Chef criou uma tarte de banana que não deixa indiferente os apreciadores de sobremesas com esta fruta. A Tarte Banoffee, com banana, doce de leite e chatilly de baunilha é o final perfeito para qualquer refeição no Cais da Pedra, seja ela de hambúrgueres, ou com os clássicos do Chef.

Sem comentários:

Enviar um comentário