segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Piknic Électronik Lisboa - o último dia

Diz-se que o que é bom acaba depressa, nós dizemos que o que é muito bom volta para o ano. Foram seis os domingos desta primeira edição do Piknic Électronik Lisboa que terminou com uma enchente já esperada, e mais que merecida. Foram cerca de 4000 os presentes que se deslocaram à Tapada da Ajuda para se despedirem em grande da festa que mudou completamente as rotinas de domingo à tarde.


Seis domingos que passaram a voar e que levaram gentes de todo o mundo até à Tapada da Ajuda, foram cerca de 15.000 no total. Turistas, lisboetas, portugueses, grupos de amigos, famílias, crianças, jovens e adultos; foram sempre todos bem vindos e bem recebidos, como só aquela equipa sabe fazer, o constante sorriso e boa disposição nas caras de quem lá trabalhava, a boa onda que se sentia em todos os que estavam a trabalhar. Artistas foram mais que muitos, e parte deles de mercado internacional. Nomes como DoP (FR), Carl Craig (US), Chloé (FR), Frankey & Sandrino (DE), Gui Boratto (BR), John Talabot (ES), M.A.N.D.Y. (DE), entre outros foram as estrelas internacionais. Mas não nos podemos esquecer da prata da casa, Miguel Torga, Branko, Dj Vibe, Inês Duarte, Mary B, Moullinex b2b Xinobi e Buraka Som Sistema, entre muitos outros que nos meteram a dançar do primeiro ao último beat. Mas nem só de muita simpatia e de boa música se fez esta festa. Pela primeira vez num Piknic Électronik, houve um bar única e inteiramente dedicado a cocktails de autor. Pela mão de Fernão Gonçalves e de toda a sua equipa, todos os domingos saiam as combinações mais refrescantes de Lisboa e arredores. Beterraba, aipo, rúcula, pêra, são apenas alguns dos ingredientes usados nas suas maravilhosas criações que tanta procura tiveram e já deixam saudades. Este cocktail bar correu tão bem, que quem sabe poderá ser importado para as edições internacionais da marca Piknic.

Falando um pouco do que foi este último dia de Piknic, como sempre as portas abriram às 13h e coube à dupla portuguesa Brutus começar as hostilidades. Seguiu-se um b2b (back to back) entre Moullinex e Xinobi pelas 16h, com o recinto já bastante composto e cheio de energia para dançar. Às 18h, Tó Pereira, mais conhecido por Dj Vibe, que só anda nisto há praticamente 30 anos, fez aquilo que lhe competia e que tão bem sabe fazer, deixou toda uma "casa" cheia completamente eufórica e bem preparada para receber M.A.N.D.Y. Passava pouco das 20h quando esta dupla Berlinense deixou tudo e todos em pleno êxtase, com o seu techno pujante, e cheio de boas ondas, que não apetecia que tivesse acabado. Mas como dissemos logo no inicio, o que é muito bom volta para o ano, e devido à tão boa aceitação por parte do público nestas seis sessões de 2015, o Piknic Électronik Lisboa, voltará para o ano mais crescido, mais forte e com mais sessões.


Sem comentários:

Enviar um comentário