sábado, 1 de novembro de 2014

Provar Lisboa - La Crêperie da Ribeira

Ali bem perto do mediático Mercado da Ribeira, está um restaurante de espaço pequeno, mas de alma bem grande. Situado na Rua da Moeda, 1A, propriedade de Ivo Melim e Ana Sofia Oliveira. Ivo nasceu em Machico, na ilha da Madeira, estudou Topografia e trabalhou na área até 2008. Ana, filha de pais emigrantes que se conheceram em França, nasceu em Paris, estudos Línguas Estrangeiras Aplicadas e Geopolítica Europeia e trabalhou quase sempre em marketing e comunicação. A paixão pela comida e cozinha de Ivo, e o conhecimento da realidade das "crêperies" francesas de Ana, foram a simbiose perfeita para fazer nascer o La Crêperie da Ribeira.



Este espaço apresenta-se aos seus clientes com uma decoração moderna e minimalista. A grande parede forrada de paletes multicolores, as mesas de madeira clara e os jarros de vidro com flores secas; um todo que se conjuga num espaço cheio de luz e que alguns dirão ser tipicamente Francesa, mas é mais que isso. Esta crêperie inspira-se nas verdadeiras crêperies da Bretanha, onde as galettes salgadas, são tão ou mais importantes que os já conhecidos crepes doces. 

"Nourris bien ton corps, ton âme y restera plus longtemps" - Alimenta bem o teu corpo, a tua alma ficará lá mais tempo (tradução livre). A La Crêperie da Ribeira é o primeiro restaurante dedicado a crepes em Lisboa. Do pequeno almoço, ao almoço e do lanche ao jantar, a La Crêperie abre as portas a quem, com família, amigos, colegas de trabalho queira provar as galettes (crepes salgados) e desfrutar de um bom momento e experiência à mesa. Tendo também no menu opções vegetarianas, saladas variadas e "croques", derivados dos famosos croque-monsieur e croque-madame, oferecendo assim uma maior variedade diária.

Os menus de pequeno almoço, são servidos todos os dias da semana e contêm croissants, pães de chocolate, baguettes, fromage blanc e como não podia deixar de ser, crepes, fazendo com que não seja necessário esperar pelo fim-de-semana para tomar um brunch. Os menus de almoço são adaptados a todos. As propostas são muito acessíveis e tudo o que se faz por lá é preparado com produtos frescos, e sempre que possível biológicos, adquiridos diariamente no vizinho Mercado da Ribeira. Podemos escolher "à la carte", ou um dos menus de almoço disponíveis. Na primeira opção a oferta é vasta, na segunda, temos o senão de os menus já serem pré definidos, contudo ainda podemos escolher um, entre três galettes disponíveis, e um entre três crêpes disponíveis. Para beber, temos sumos naturais, e sidra, que é o acompanhamento de eleição das galettes e dos crêpes em França. Para os amantes de vinho, existe uma seleção de pequenos e médios produtores, oferecendo a possibilidade de os degustar a copo.

Sendo também um restaurante que aposta nos ingredientes sazonais, para este Outono a La Crêperie da Ribeira, em colaboração com o Chef Luis Gaspar (Chef responsável pelo restaurante "Henrique Sá Pessoa" no Mercado da Ribeira), criou a Galette Confit de Canard. Repleta de criatividade, sabor e produtos da época, esta galette representa a primeira ligação do crepe, tradicionalmente visto como uma refeição simples, à complexidade da cozinha de autor. Fazem parte da galette, cogumelos, espargos verdes, abóbora, alho francês, avelã, e claro o pato confitado desfiado. O Croque Légumes, a Salade Pesto e o Crêpe Ananas, são as restantes novidades da estação. Além das novidades gastronómicas, para esta estação o La Crêperie da Ribeira terá um segundo espaço, a abrir no inicio do mês de Novembro, no Centro Comercial das Amoreiras.   



De notar que em França, e mais particularmente na região da Bretanha, tornou-se comum utilizar a palavra galette para os crepes salgados elaborados a partir de farinha sarraceno, que não sendo um cereal, torna-se assim perfeito paras as pessoas intolerantes ao glúten; e crêpe, para os doces elaborados a partir de farinha de trigo.


A ter em conta:
- Horário: De segunda a sexta, das 9h à meia-noite; sábado, das 10h à meia-noite e Domingo das 10h as 20h
- Reserva: Não é obrigatório, mas é aconselhável reservar
- Preço: Entre 10€ a 15€ p/pessoa.
- Qualidade: Muito Boa
- Atendimento: Simples e bem disposto
- Estacionamento: Existe um parque a 20m, e com sorte arranja-se lugar na rua

2 comentários: