terça-feira, 14 de outubro de 2014

um sumidouro de responsabilidades...

Os comerciantes da Baixa acusam António Costa, em uníssono, de ser responsável pelos danos causados pelas inundações de ontem. O parque de estacionamento dos Restauradores ficou com metro e meio de água. Parece que as bombas de tiragem de águas estão avariadas há 3 anos, mas, claro, a culpa foi da maré alta...

Segundo António Costa, "não haverá nenhum sistema de drenagem que permitirá evitar situações deste género", podendo apenas "minorar" o problema.
Digo eu que o problema, é não "minorar" nada, só agravar.

Por outro lado, na passada 2ª Feira, a oposição (em uníssono...) solicitou a execução do plano de drenagem da cidade, aprovado em reunião camarária em 2008 e com um prazo de 20 anos. Ora, se não há plano de drenagem eficaz, cabe perguntar, afinal, porque é que foi aprovado um... E questionar se foi a oposição que, sozinha, o aprovou!

António Costa reforçou ainda que a chuva verificada na segunda-feira entre as 14:00 e as 15:00 foi "absolutamente anormal", coincidiu com os "períodos de enchente" e traduziu-se no "dobro" do que se registou a 22 de setembro, dia em que a precipitação coincidiu com o pico da maré.
Aguçam-se as perplexidades... É que António costa havia dito que em Setembro, a "culpa" não foi da falta de limpeza das sarjetas e dos sumidouros... Porém, desta vez, nos locais onde ocorreram as inundações de Setembro, não ouve problemas de maior...

5 comentários:

  1. nasci no TERREIRO DO PAÇO POSTO DE SOCORROS CRUZ VERMELHA 1953 minha mâe faleceu no meu parto o meu eu esta nessa praça tenho um quiosque em telheiras há 21 anos gostaria de estar na baixa custou-me na altura construçâo 125. mil euros prciso ajuda telheiras morreu QUIOSQUE O PRINCEPE RUA PROF. FRANCISCO GENTIL AO LADO NOVO BANCO --EX B.E.S.

    ResponderEliminar
  2. E voltam os jotinhas e o seu paldino. O Santana andou a divertir-se a fazer mais túneis e a alcatroar. E depois de impermeabilizarem ainda mais o solo da cidade, queixam-se das inundações. Se calhar, se em vez de um túnel que só mete mais carros em Lisboa, tivessem apostado num sistema de drenagem da cidade.

    Existe um plano de drenagem. Não existe é dinheiro para o fazer. Um plano de drenagem não andar por ai a limpar sarjetas. É uma obra colossal, em termos monetários. Se calhar, devias investigar um bocadinho, antes de mandares postas de pescada.

    ResponderEliminar
  3. O Anónimo do costume prefere ignorar o texto em si e qualificar as pessoas pela sua própria bitola. E nem sequer se atreve a arrazoar razão alguma para o seu PS ter aprovado um plano sem que existisse dinheiro para o executar (se for esse o caso, claro).

    ResponderEliminar
  4. O plano foi aprovado. Não foi executado por não haver dinheiro. Em vez de dois estádios, ou autoestradas por todo o lado, se calhar fazia mais falta a drenagem.

    ResponderEliminar
  5. Qual é exactamente o problema em existir um plano aprovado e não executado?

    ResponderEliminar