terça-feira, 7 de outubro de 2014

Rubrica: Lisboa aos olhos de Raquel Varela

A chuva voltou à nossa cidade, mas também podemos dar as boas-vindas à nossa Rubrica. Hoje o olhar pertence a Raquel Varela, historiadora, que partilha a sua visão sobre Lisboa. Um agradecimento à nossa convidada que assim marca um grande regresso da nossa Rubrica.


Pensar Lisboa -O que mais gosta na cidade de Lisboa?
Raquel Varela - Das tascas e da economia familiar, adorava as mercearias que quase já não existem.


Pensar Lisboa -O que menos gosta em Lisboa?
Raquel Varela - Da invasão de turistas, hostels, fast food, mercearias asiáticas, lojas de chineses, do iva e da lei das rendas. Não é racismo, qualquer dia Lisboa tem tudo menos Lisboetas, que são expulsos para os subúrbios.


Pensar Lisboa -O que mudava em Lisboa?
Raquel Varela - O IVA e a lei das rendas para proteger as tascas e a economia familiar e os habitantes locais.


Pensar Lisboa -O que recomendaria a um turista em Lisboa?
Raquel Varela - Que não fosse a uma loja gourmet de pratos tipicamente portugueses porque gourmet não tem nada de tipicamente português.


Pensar Lisboa -Com que cor identifica Lisboa?
Raquel Varela – Azul.


Pensar Lisboa -Numa palavra, Lisboa é...?
Raquel Varela – Acolhedora.

4 comentários:

  1. Valerá a pena dar assim uma entrevista ligeira, com respostas necessariamente imperfeitas e incompletas, para o resultado ser levar "nas orelhas" com força? http://blogues.publico.pt/tudomenoseconomia/2014/10/20/a-loja-do-chines-atrai-os-ricos-para-o-nosso-bairro/
    A Raquel é que sabe, mas não havia "nexexidade"...

    ResponderEliminar
  2. A Raquel é uma mistura de Paris Hilton com Hugo Chávez.

    ResponderEliminar