terça-feira, 26 de agosto de 2014

Destino Arvoral

No Largo do Leão, na Junta de Freguesia São Jorge de Arroios, há uns meses atrás, foram cortadas pelo menos dez (10) árvores. Uma razia total que creio que poucos compreenderão... Eu pelo menos não o compreendi.

Quem de facto entenderá o corte de árvores numa cidade?
Estariam secas?

Pois bem... o serviço fica agora à vista de qualquer um! Volvidos estes meses desde o assassínio, extermínio das dez árvores, estas ricas e fortes árvores começaram a brotar, e que espectáculo é vê-las crescer para todos os lados!! Elas afinal não estão secas, estão VIVAS e de SAÚDE!!!
Mais um coice na burrice e estupidez humana que como sabemos só a par do universo consegue ser infinita.

A minha preocupação levou-me a tentar perceber por que carga de água, alguém cortaria estas árvores...? É por falta de "papel" na secretaria?

Nas actas da assembleia da junta, é referida uma única vez uma preocupação relativamente à
necessidade de limpeza das folhas que caem nos passeios por protecção dos transeuntes. Mas são assim tão más estas árvores, que é motivo para cortá-las, desta forma? Não me PARECE!! Partilho a preocupação da limpeza, deve ser SEMPRE feita, mas só não limpem as árvores desta forma. (de qualquer das maneiras tenho quase a certeza que essa menção feita na acta nada tem a ver com este corte)  

Entretanto a junta celebrou há três meses, juntamente com o Hilton Lisboa - Fontana Park, na Praça José Fontana, o Dia Mundial do Ambiente plantando DUAS (2) árvores!!! Parece-me mais um daqueles deboches, que deve ser explicado e antes de mais resolvidos... Obrigado Sra Presidente por ainda faltarem 8 árvores à cidade e a esta área urbana que tanto precisa, aliás como todas as outras.

TERMINO apelando para a necessidade urgente de explicação ao eleitorado o motivo pelo qual as árvores tiveram este destino, assim como a resolução da situação e reposição do valor a que os lisboetas saíram lesados!!! Aquelas duas não chegam, plante as que faltam e se puder plante um pouco mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário