quarta-feira, 19 de março de 2014

Segurança reforçada durante jornadas europeias, o que resto que lixe!

O Tottenham, que joga amanhã na Luz com o Benfica para a Liga Europa, alertou os seus adeptos para a existência de carteiristas em Lisboa.



Segundo o site do clube londrino, «há carteiristas nas zonas mais movimentadas da cidade». O clube inglês aconselha, por isso, os adeptos a não passearem sozinhos em zonas isoladas e a terem muito cuidado quando levantam dinheiro nas caixas multibanco.
Em declarações ao jornal O Jogo, o porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, comissário Rui Costa admite a existência de carteiristas nos elétricos 28 e 15 que passam no Cais do Sodré, mas garante que «existe sempre um reforço policial nas principais ruas e nos transportes durante as jornadas europeias de futebol».
Apesar do aviso, o Tottenham inglês também elogia a cidade de Lisboa pela vasta oferta de restaurantes, cafés, museus e espaços comerciais.
Amanhã são esperados em Lisboa cerca de três mil adeptos do Tottenham

6 comentários:

  1. Não consigo entender o vosso problema com o reforço policial ?!?!

    ResponderEliminar
  2. Parece-me muito mal dizer-se que se reforça durante jogos de futebol.
    E os outros dias do ano?
    É saldos para os carteiristas?
    Saiba ler, e tenha sentido critico.

    ResponderEliminar
  3. É normal que se reforce durante um jogo de futebol internacional, que vai atrair turistas e um pico de fluxo migratório.

    Como é normal que exista um reforço durante os Santos. Ou durante qualquer actividade/acontecimento que atraia pessoas a Lisboa e por isso exista mais gente de um lado para o outro.

    Tal como é esperado que exista atenção redobrada durante a primavera/verão, i.e., durante o pico de turistas em lisboa, do que no outuno/inverno.

    Chama-se gestão de recursos.

    Aprende a ler e a usar essa cabeça, seu camafeu iletrado.

    ResponderEliminar
  4. É impressão minha ou acabou de descrever um ano inteiro?
    Obrigado por concordar.

    ResponderEliminar
  5. Não caríssimo energúmeno.

    No máximo teria descrito meio ano, quando referi primavera/verão, caso quisesse interpretar as minhas palavras de modo extremo.

    Contudo, logo após a virgula, referi "pico turístico", para o ajudar a compreender a ideia, pois reconheço e estou consciente da sua limitação gramatical. Que é grave.

    Mas nem assim se conteve e teve de cair na velha falácia de distorcer e deturpar as minhas palavras, à falta de argumentos de sua parte.

    Para exercício final sugiro que leia, novamente, os meus comentários, reflicta um pouco e pese as suas atitudes. O que dai concluir, sugiro que guarde para si, pois estimo muito que se foda e não estarei cá para ler a sua reacção.

    Passe bem.

    ResponderEliminar