quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

AML aprova retirada da calçada portuguesa até 2017



E por Lisboa, lá se foi um dos símbolos da nossa cidade. Numa altura em que a moda dita o regresso ao antigamente, fazemos esta opção. Lamento. 

3 comentários:

  1. Mais um título demagógico. Ninguém falou em acabar com a calçada portuguesa em TODO o lado.

    ResponderEliminar
  2. Demagógica é a interpretação que o anónimo das 16:08 tira do artigo!

    Quanto ao Plano de Acessibilidade Pedonal de Lisboa, o mais inacreditável é que o mesmo não prevê a manutenção da calçada em zonas como a Praça do Município, Rua do Alecrim/Largo Barão de Quintela, o Largo do Carmo, o Largo e Jardim da Estrela, o Padrão dos Descobrimentos, a Praça Luís de Camões, entre muitos outros.

    VERGONHA!

    ResponderEliminar
  3. Pera aí, não entendi. Vão tirar as calçadas portuguesas de Portugal? E colocar cimento no lugar? Devo avisar que isso vai espantar turistas, como eu, que me encantei com as calçadas desenhadas...

    ResponderEliminar