sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Tudo uma questão de prioridades.

Ponte para bicicletas na 2ª Circular vai condicionar trânsito durante dois meses. Já no domingo


Porque há sempre prioridades. E em Lisboa as prioridades são claras...

6 comentários:

  1. É verdade - em Lisboa a prioridade são as pessoas! Finalmente uma obra a favor das pessoas e dos modos de deslocação suaves e não poluentes!

    Já o túnel do Marquês, só para citar um exemplo, transtornou o trânsito anos a fio com o intuito de dar cidade aos carros e a roubar às pessoas, e como "bónus" ainda destruiu uma avenida de forma irreversível...

    ResponderEliminar
  2. Vivam as bicicletas!
    Para mim tudo o que impedir a entrada de carros em Lisboa é bem vindo.
    E se fosse a pagar um preço tão alto que metesse medo, melhor ainda.

    ResponderEliminar
  3. "Numa altura em que, devido à má qualidade do ar em muitas cidades da Europa, com graves consequências para a saúde pública, a própria Comissão Europeia lançou um novo pacote para a mobilidade urbana, em que pretende fomentar uma evolução para formas de transporte mais limpas, todas as medidas para promover a coexistência pacífica e soluções mais sustentáveis deveriam bem vindas. Reduzir a poluição e o congestionamento nas zonas urbanas não é uma meta para beneficiar os passarinhos ou faz crescer as flores ou agradar a uma trupe alternativa que gosta de pedalar ou andar a pé pela cidade. Melhorar a qualidade do ar melhora a qualidade de vida e a saúde das pessoas. De todas elas, independentemente do meio de transporte que utilizam."

    http://sicnoticias.sapo.pt/opinionMakers/carla_castelo/2014/01/06/e-se-pedalassemos-esta-bicleta1

    Coitadinho do Diogo e do pópó do Diogo. Anda a pé que estás gordo.

    ResponderEliminar
  4. A sério...
    Este país está como está, por alguma coisa é. O simples azar não explica tudo.
    E assim, acham normal, uma obra desta envergadura, para passear de bicicleta.Sim, passear, porque vocês não vão de "bina" para o trabalho...

    Provavelmente também olvidarão que as estradas não servem apenas para os carrinhos andarem. Toda a distribuição feita por via terrestre.

    Para mim, a prioridade é investir numa linha de metropolitano a sério. E aí, este executivo camarário também tem estado bem.

    ResponderEliminar
  5. O palaDINO chegou e disse:

    "vocês não vão de "bina" para o trabalho"

    Cumpram-se as vossas palavras.

    Mas tu sabes lá quem vai e quem deixe de ir de bicicleta para o trabalho?

    ResponderEliminar
  6. Ainda por cima, só um terço do projecto é que é pago pela CML.

    ResponderEliminar