quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Rubrica: Lisboa aos olhos de Joaquim Jorge



E hoje chega ao nosso espaço Joaquim Jorge, Biólogo e Fundador do Clube dos Pensadores, aceitou o nosso repto de Pensar Lisboa. Fez questão de referir que não vive em Lisboa, mas sim no Porto, situação que para nós é também muito bem-vinda. Lisboa deve ser sempre encarada e vista de todas as perspectivas e lugares. Um agradecimento ao nosso convidado pela partilha.

Pensar Lisboa - O que mais gosta na cidade de Lisboa?
Joaquim Jorge - A zona histórica, a beira-rio e as suas esplanadas. O seu clima é muito mais ameno que do Porto

Pensar Lisboa -O que menos gosta em Lisboa?
Joaquim Jorge - Que se esteja sempre a denegrir o Porto. Reconheço que as gentes do Porto fazem o mesmo. Detesto esta rivalidade Lisboa-Porto, Porto- Lisboa. Um país tão pequeno e tão dividido.

Pensar Lisboa - O que mudava em Lisboa?
Joaquim Jorge - Menos obras, parece um estaleiro, mais limpeza e menos burocracia. Portugal não pode ser Lisboa e o resto paisagem.

Pensar Lisboa - O que recomendaria a um turista em Lisboa?
Joaquim Jorge - Meter-se num carro e ir até Sintra. Uma viagem à beira-mar idílica e deslumbrante

Pensar Lisboa - Com que cor identifica Lisboa?
Joaquim Jorge - Vermelho. Durante muitos anos o Benfica vencia tudo

Pensar Lisboa - Numa palavra, Lisboa é...?
Joaquim Jorge - Lisboa é linda.

5 comentários:

  1. "TÁ CALADO. CALA-TE. SOU TÃO DEMOCRATA COMO TU. DEIXA-ME FAZER O MEU TRABALHO. ENTÃO CALA-TE. SOU TÃO DEMOCRATA COMO TU. NÃO TÊM DIREITOS"

    http://www.publico.pt/politica/noticia/relvas-interrompido-por-grandola-vila-morena-1584951

    Cabrão do porco fascista. Não esquecemos, Joaquim Jorge.

    Mais uma vez, o Pensar Lisboa a demonstrar a sua classe, com convidados deste calibre.

    Para a próxima, convidem o Relvas.

    ResponderEliminar
  2. Ha' situacoes em que nao entendo o anonimato. Sobretudo contra pessoas identificadas como o JJ, que da' a cara para criar a livre discussao de ideias. O miserabilismo no seu melhor.
    Pedro Almeida

    ResponderEliminar
  3. Devias era dizer isso face to face a JJ e no Porto.

    Cobarde e insolente para não dizer filho da p.

    ResponderEliminar
  4. Para a próxima convidam-te a ti " ET" dos blogues

    ResponderEliminar
  5. "ET" dos blogues? E eis que os defensores de Joaquim Jorge emergem das trincheiras, marchando vigorosamente sobre os anónimos.

    Avançai fascistas. O amanhã será vosso.

    ResponderEliminar