quinta-feira, 5 de setembro de 2013

É da pressa!



É da pressa. Só pode ser da pressa. Que outra razão seria para estar a ser feito um quiosque em plena estrada em Lisboa?




11 comentários:

  1. Ficava melhor no passeio, era?

    Se esse estrada esta fechada há anos. Se esse praça é emblemática. Se as directrizes é começar a fechar a área da baixa à circulação massive de automoveis... Explique-me, a razão que o leva a assumir que o quiosque ficava melhor em cima do passeio.

    ResponderEliminar
  2. Então porque é que não se faz tudo passeio???

    ResponderEliminar
  3. talvez porque essa rua está fechada há anos e ao invés de tapar a calçada portuguesa da praça mais vale ocupar os paralelos cinzentos da antiga rua.

    Tanto se defende a limitação de transito na Baixa e o aumento do espaço público e depois....

    ResponderEliminar
  4. LOL... Adoro a lógica do Anónimo das 10:58. "Explique-me, a razão que o leva a assumir que o quiosque ficava melhor em cima do passeio."... eheheheh . Para esta pessoa não há lugar para as coisas. E porque não pintar passadeiras nos passeios? ahahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  5. Onde está o ZÉ QUE FAZIA FALTA para embargar isto?

    ResponderEliminar
  6. NO MEIO DA ESTRADA... bwahahahahahahahah, ah ganda costa fazes tudo o que te dá na gana e ninguém te pára... a seguir vais por um no paláciuo de belém!!!!

    ResponderEliminar
  7. Anónimo das 11:18,

    Parece-me tudo uma desculpa sem nexo...

    Primeiro parece-me que a limitação do trânsito não é justificação nenhuma para se começarem a largar quiosques no meio da estrada... Acho que não é assim que faz, ou é?

    Segundo... se a estrada está fechada, e não se quer tapar a calçada existente, porque é que não se faz mais calçada? Podia-se cobrir a estrada com calçada, colocar calmamente o quiosque quiçá umas cadeirinhas... Não??

    Quando se chega a um ponto em que se usam todas as desculpas possíveis e argumentos disponíveis passa-se a barreira da desonestidade mental, que não fica bem em nenhum ser-humano :)

    ResponderEliminar
  8. por acaso, a estrada já é em calçada.

    ResponderEliminar
  9. essa resposta só denota a fraqueza dos argumentos e como estes são usados somente para justificar o que se tem feito por Lisboa à conta de todos!!!

    Obrigado por nos confirmarem a desonestidade com que têm feito as coisas na nossa cidade!

    ResponderEliminar
  10. E chamar aquela estrada de calçada é um insulto a toda a beleza e arte que esta traz à nossa cidade...

    Eu diria mesmo é que aquela estrada é feita de calhaus, por calhaus, para calhaus!! E por isso é que eu sou contra!!!

    ResponderEliminar
  11. E por acaso a obra já acabou? Já sabem como vai ficar o pavimento...? se o desenho dos lancis será modificado? O desenho da praça não
    deve ser alterado, e o local escolhido para o quisque tem a virtude de não o fazer... naquele local, já não passam carros há muitos anos, e uma vez concluída a obra, creio que a imagem que ficará não será de um "quiosque na estrada"

    Acho mesmo que o quiosque irá revitalizar aquela praça que hoje em dia se resume a um lugar bonito, mas apenas de passagem e nunca de permanência.

    ResponderEliminar