segunda-feira, 29 de julho de 2013

Não será demais?



Acho bem que se elucidem os lisboetas, mas isto, sobretudo nesta fase, é campanha com logótipo da Câmara... 

14 comentários:

  1. Indecente o que Costa faz.

    ResponderEliminar
  2. Demais? Qual a razão que o leva a dizer isso?

    Está até bem posicionado, numa zona onde é possivel escolher alternativas à rua do Ouro.

    Realmente, nunca tiram os óculos cor de laranja?

    ResponderEliminar
  3. Por amor de Deus. Esta gente com óculos cor de rosa, julga os outros pela bitola própria.
    Criatura, o que está em crise não é a realização de uma obra, feita às portas das eleições.
    Nisso, Laranjas e Rosas, são farinha do mesmo saco. Vermelhos e Azuis, idem idem aspas aspas. Todos fazem o mesmo.
    E fazem, diga-se, porque o eleitor não sabe punir este tipo de campanha eleitoral.

    Agora, fazer publicidade à obra realizada, é que é mesmo demais.

    Pior, só mesmo o comentário do Anónimo... porque é que "eles" nunca se identificam?

    ResponderEliminar
  4. Este blog consegue surpreender-me cada vez mais.

    Qual Armada Laranja, encabeçada pelo seu PalaDino (Barbosa) lutam em defesa do seu El-Rei D. Sebastião, perdido no nevoeiro intrínseco ao pomar de laranjeiras. Mas nem eles sabem quem é o El-Rei... Mas continuam à espera que este surja resplandecente e os salve dos espinhos (das rosas).

    Caralho vós fodam a todos. Se é uma atitude populista e demagoga arrancar com milhentas obras em vésperas de eleições: É. Mas como o PalaDino refere, TODOS fazem o mesmo.

    Agora, reclamar que metem um cartaz junto ao Marques a avisar das mesmas obras, é rídidulo.

    Tomando as palavras do PalaDino, "o que está em crise não é a realização de uma obra, feita às portas das eleições" >> então, se não existe problema, relativamente à obra, uma vez que TODOS fazem o mesmo, não estou a ver a razão que vós leva a coçarem-se todos com um cartaz.

    Um bem-haja à Armada Laranja.

    PS: PalaDino resulta da contração de PALAS com DINO.

    ResponderEliminar
  5. Caro comentador anónimo (pensa ele!), vamos elevar os comentários. É muito mais interessante quando somos corretos.
    Boa?

    Convido que leia
    http://www.pensarlisboa.com/p/carta-ideologica.html

    ResponderEliminar
  6. JFD, se nada tens a contribuir para a discussão corrente, brinda-nos com o teu silêncio.

    ResponderEliminar
  7. Olha...
    Bem reitero o convite
    Convido que leia
    http://www.pensarlisboa.com/p/carta-ideologica.html

    ResponderEliminar
  8. "É este o compromisso que propomos, de não fazer política, mas sim Política!"

    Deviam ler e reler esta parte. Infelizmente, neste blog, nem política nem muito menos Política. Apenas pura demagogia.

    E agora uma pequena adenda: "Sem medo de rótulos ideológicos, das críticas baixas e anónimas, das invejas, rumores ou egos inflamados."

    Para quem escreve isto, muito se irritam vocês com comentários anónimos. Julgava-vos mais altivos.

    Nunca olvideis: A justiça é cega. E a justeza de um argumento não é menor se for anónimo.

    ResponderEliminar
  9. De facto, a forma como este país, através dos representantes da ala ideológica mais à esquerda, continua a demonstrar a sua total incapacidade para compreender o significado de liberdade de expressão, é sintomático da degradação moral da discussão política em Portugal.

    Poder-se-ia, de novo, apontar a falta de coragem imanente presente na qualidade de anonimato; uma característica muito presente nas franjas socialistas e quejandas do espectro político. Esta incapacidade de criticar dando a cara, através de uma cortina negra e espessa de não identificação, para brandir as palavras mais brejeiras e inócuas do ponto de vista do respeito necessário para compreender as "regras" do jogo democrático da discussão política.

    Mas, de facto, o ponto continua válido: tal como na Antiguidade Clássica, os políticos nacionais insistem em praticar os mais desabridos e demagógicos actos de propaganda política. E, se o PS o faz, todos os partidos com responsabilidades governativas e com pretensões de permancer no poder o fazem. Aliás, como Cícero explica muito bem numa das suas obras mais famosas.

    E, por mais que o caro anónimo, através da sua (in)tolerância manfiesta dotada de irritabilidade patente, cite as palavras que tive a honra de escrever, apenas demonstra que não as compreende. Porque "fazer política" é totalmente diferente de "fazer Política". Não me cabe a mim explicar-lhe a diferença, poderá encontrá-la nos escritos de Aristóteles e de Cícero, se assim tiver a humildade de os ler, entre outros, para compreender o que essa frase, que citou, significa.

    Ademais, um pouco de autocrítica não lhe ficaria mal. A autocrítica necessária que apenas quem tem a inteligência e o espírito suficientemente democraticamente evoluído, lhe permitirá de ver o pernicioso que é estes meios de campanhas que, todos os partidos, fazem através da mais abjecta demagogia política.

    Quid scripta scripta

    ResponderEliminar
  10. Bla bla bla. Muita parra pouca uva.

    E dando uso à minha liberdade de expressão: Metes-me nojo.

    ResponderEliminar
  11. Mas, de facto, o ponto continua válido: tal como na Antiguidade Clássica, os políticos nacionais insistem em praticar os mais desabridos e demagógicos actos de propaganda política. E, se o PS o faz, todos os partidos com responsabilidades governativas e com pretensões de permancer no poder o fazem. Aliás, como Cícero explica muito bem numa das suas obras mais famosas.


    Totalmente de acordo.
    Aliás maior é ainda a nossa responsabilidade de não cair na, por vezes, fácil e deliciosa demagogia. É política. Dá-me gozo.
    Mas não é a Política a que se refere o Pedro.

    A falar...

    ResponderEliminar
  12. Não respondo a insultos dirigidos, muito menos, por anónimos não dotados da responsabilidade necessária para uma discussão política, que necessita de uma boa dose de inteligência e humildade.

    JFD, é um exercício complicado, mas não deixa de ser fácil. Basta largar as palavras da politiquice e responder perante a própria consciência. Parece-me...

    ResponderEliminar
  13. Anónimo, eu aqui não "encabeço" nada. Gosto de pensar política e fui convidado para aqui o fazer. Avisei que o faria sem respeito a quaisquer cores. Responderam-me que "é assim que se quer". Isto não é futebol. Acredito em pessoas e estou-me nas tintas para os partidos. Costa e Passos Coelho estão, para mim, no mesmo patamar ético... Embora António Costa esteja num patamar intelectual muito superior ao de Passos (é a impressão que tenho...).

    ResponderEliminar
  14. Principe do Principado da Pontinha30 de julho de 2013 às 18:36

    V. Exas,

    Venho pelo presente informar as Excelências que no Principado da Pontinha não se faz campanha dessa. Os nossos quatro habitantes sabem sempre o que se faz. A Exa. Dignissima CML agiu de forma incorrecta ao colocar esta publicidade agressiva do que fez. Em mi Reino não há desta publicidade. O que se faz pelo povo não se invoca. Temos de servir o povo.

    S.A.R. El Principe do Principado da Pontinha

    ResponderEliminar