quarta-feira, 17 de abril de 2013

Casinos e negócios

Não prestava. Não podia ser no Parque Mayer, Sampaio ficava muito irrequieto com a ideia de Santana Lopes. 

Hoje, bem, hoje a história está aí e prova bem o que se passa... O Casino apresenta valores nesta ordem e o Parque Mayer continua na sua triste sina...


2 comentários:

  1. Depois de muitas tormentas, de vetos e inquéritos...eis os resultados que realmente interessam. Não são bons? Não é uma importante fonte de financiamento, principalmente em tempos de grave crise? E as poucas obras(dignas desse nome) que se projetam em Lisboa, de onde vêm as verbas? Pois é! Apetece mais uma vez lembrar a máxima do Luís Melo em relação a Pedro Santana Lopes...«Muitos criticam e atacam-no. Enquanto isso ele vai fazendo por Portugal e por Lisboa.»
    E o Parque Mayer, como seria hoje se o projeto de Gehry não tivesse ido parar ao caixote do lixo?
    Bem lembrado, Diogo.

    ResponderEliminar
  2. Já agora, conviria dizer quanto custou o projecto (só o projecto!) de Gehry, que foi parar ao caixote do lixo: 2,9 milhões de euros. António Costa anunciou em 2007 o abandono do projecto de Gehry, que classificou de 'datado e ultrapassado'. E assim ficámos...

    ResponderEliminar