sexta-feira, 1 de março de 2013

Pensar Lisboa com André Caldas



E lá saiu de novo o Pensar Lisboa à rua. Com a aproximação das eleições autárquicas, Lisboa conhece este ano, novas realidades territoriais. A reforma administrativa que foi levada a cabo, criou novas Juntas de Freguesia que lançam novos desafios.

Nesse sentido, o Pensar Lisboa, desafiou um dos candidatos a uma Junta de Freguesia. Foi André Moz Caldas, candidato pelo Partido Socialista à Junta de Freguesia de Alvalade a estar no centro do debate. Com um jantar na área de freguesia, pois claro, o Restaurante Tico-Tico, recebeu o Pensar Lisboa e o nosso convidado.

A conversa tinha um fio condutor: Alvalade. Num ambiente informal, o Pensar Lisboa foi ouvir as ideias do Candidato André Caldas. Amigo e conhecido de alguns pensadores, o à-vontade foi notório. O conhecimento do terreno foi tema debatido e explorado. O percurso de dirigente académico foi lembrado e sobretudo valorizado, num território que conta mais de 25% da sua área entregues à Universidade de Lisboa.

Esta nova junta de freguesia de Alvalade irá juntar as actuais juntas de Alvalade, Campo Grande e São João de Brito. Uma zona histórica e emblemática de Lisboa. Problemas? Muitos e bem identificados ao longo da conversa. A falta de fixação dos jovens na freguesia. André Caldas, falou na grande problemática do Jardim do Campo Grande e na ideia de criar a Lisboa Cidade Erasmus, na zona do caleidoscópio. Tema caro ao Pensar Lisboa.

Falou-nos dos problemas das varandas traseiras do Bairro de Alvalade e do pouco aproveitamento destas e da utilidade que teriam para espaços públicos. Abordou ainda a necessidade de mais iluminação no bairro. E na ideia de requalificar fachadas. Lembrou o projecto de 1994, de pintar as casas, o que deu um novo brilho ao Bairro.

A conversa também levou ao apoio aos mais idosos. André Caldas, afirmou mesmo que com ele Presidente de Junta, não contem com as excursões a Fátima e o lavar de cabeça aos mais idosos por parte do Executivo.


Manifestou agrado pela ideia de a futura sede da Junta ser na actual sede de São João de Brito e regozijou-se pela inauguração da nova Biblioteca de Alvalade em Abril. Deu ainda o mote para a possibilidade de a Junta de Freguesia, utilizar algum edifício que fique sem uso, para albergar colectividades e até, se fosse caso de se entenderem, Partidos. Acredita que um espaço para uma colectividade que se reúne uma vez por semana, não necessita de um espaço próprio e pode bem partilhar com diferentes organizações, tudo bem estipulado e com devidas escalas.

Falámos de idosos e da necessidade de acompanhamento. André Caldas, elogiou o trabalho que a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa tem feito e quer garantir que a futura junta tenho um papel activo e de apoio aos mais velhos. Quer assistência social no terreno e não à secretária. Falou ainda de no futuro atrair mais jovens para a freguesia e possivelmente estudar a possibilidade de programas de apoio e integração dos mais novos com os mais velhos. Pobreza envergonhada, foi outro dos temas em debate, bem como a ligação ao Banco Alimentar dos fregueses de Alvalade.

Constatou-se que não há parques infantis e que a zona da Rua do Centro Cultural, paralela à Avenida do Brasil, seria um local ideal para um pólo atractivo, sempre com a alavanca dos privados.

A moda dos quiosques de Lisboa, foi também abordada e o candidato admitiu que gostaria de ter um quiosque na freguesia. Situação que pensa, ser importante para o dinamismo e atracção de pessoas. O estacionamento e o apagão do Centro Comercial de Alvalade, foram temas também debatidos

Numa Junta que futuramente irá ter cerca de 30 mil eleitores, André Caldas, quer ser um Presidente próximo e por isso, admite a possibilidade de descentralizar o Gabinete do Presidente. Quer andar na rua, ouvir as pessoas e estar presente, quer seja ao tapar um buraco, numa acção de uma associação, ou nas obras de espaços verdes.

Diz que o próximo Presidente de Câmara de Lisboa, seja ele qual for terá no Presidente de Junta de Alvalade uma voz activa e um risco na Assembleia Municipal de Lisboa.

Com confiança no escrutínio dos eleitores, André Caldas, diz querer ser um Presidente de Junta chato para alcançar o melhor para a sua freguesia.

Do nosso lado, foi um excelente serão e agradecemos a amabilidade e disponibilidade do nosso convidado. Pensar Lisboa é isto! É ouvir, conhecer, provocar também, mas aprender com quem quer fazer mais pela cidade.

22 comentários:

  1. André Caldas assume que já ganhou mas demonstra acreditar pouco na vitória de António Costa.

    ResponderEliminar
  2. Excelente texto e grande trabalho que estão a desenvolver. Parabéns e obrigado por Lisboa.

    João Baganha

    ResponderEliminar
  3. Um candidato muito fraco. Sem carisma, sem contacto com o povo. Nesta nova junta este candidato vai ter uma derrota histórica. No seu todo, os candidatos do Partido Socialista às Juntas de Freguesia de Lisboa são extremamente fracos.O PSD e CDS vão ter um caminho rumo a Vitória muito facilitado.

    Pensar Lisboa estão de Parabéns por estas iniciativa. Através do vosso resumo, já escolhi que não vou votar neste candidato.

    ResponderEliminar
  4. André Caldas? Epah espero que perca! Que propostas tão fracas. A Sofia Santos têm toda a razão.

    Cumprimentos

    M. Costa

    ResponderEliminar
  5. André Caldas? Epah espero que perca! Que propostas tão fracas. A Sofia Santos têm toda a razão.

    Cumprimentos

    M. Costa

    ResponderEliminar
  6. O Senhor André vai se candidatar a PM, a Presidente da CML? Desculpe, mas o que e que está a prometer no campo grande se não e nada da competência da Junta. Começa mal a prometer o que n pode fazer. O que e que é dirigente associativo tem a ver com gerir uma junta? Epa deixe se lá estar nas associaçõeszecas e n se meta na política a sério.

    ResponderEliminar
  7. A fraqueza e desonestidade intelectual de certos comentários só revelam que não estiveram presentes no jantar, desconhecimento da freguesia, ausencia de propostas crediveis e ignorância das novas competências. Enfim...

    ResponderEliminar
  8. Muitos Parabéns ao André Caldas e a toda a secção do PS de Alvalade pela magnífica escolha do nome do André para candidato a Presidente da Junta de Freguesia de Alvalade, na sequência da fusão das freguesias de Campo Grande, Alvalade e São João de Brito. O André não obstante a amizade que nos une, é politicamente a escolha política mais acertada dentro dos variados parâmetros que entendo fulcrais para a liderança da freguesia. É um homem que tem mostrado e dado provas ao longo dos anos, de como encarar firmemente os desafios a que se propõe. É ainda, indubitavelmente, detentor de uma enorme capacidade de trabalho e de entrega, dedicação, preparação, organização, dinamismo, de liderança e de espírito de equipa. Estou absolutamente convicta que apoiar o André nas eleições para a Junta de Freguesia de Alvalade é investir no futuro da freguesia e de Lisboa. Conta comigo André, é como jovens como tu que podemos oferecer aos fregueses as melhores soluções. Força, muita força em prol da freguesia de Alvalade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 2 anos passaram. O Sr. Dr André ganhou as eleições e a verdade, nua e crua é que pelo menos na Av EUA (lado Av Gago Coutinho) se vive um pesadelo. Assaltos, incêndios em prédios, ataques dentro dos edificios, enfim pior que Chelas

      Eliminar
  9. Finalmente, um candidato com ideias para Alvalade, que, ao contrário do que se tem visto na inércia histórica dos presidentes de uma direita tão fraca como este governo, não acha que as Juntas só servem para passar licenças para os cães passearem.

    Ganhou o meu voto e a minha consideração.

    P.S. Espero que quem de forma tão aviltantemente ignorante ainda não sabe quais são as competências de uma Junta de Freguesia, se digne a informar-se.

    ResponderEliminar
  10. Infelizmente não me foi possível participar no jantar por motivos profissionais.

    Conheço muito bem as ideias do André Caldas para a nova Alvalade, nelas me revejo e devo acrescentar que não encontro nenhuma que seja inexequível à luz das novas competências que a reforma administrativa, e bem, confere.

    Estou certo que o debate foi provido de grande relevância e bondade.

    Um enorme abraço ao Diogo Agostinho e ao Ivan Duarte, amigos pensadores que espero encontrar na próxima oportunidade

    ResponderEliminar
  11. Ui lá vêm todos defender o candidato. Criticam os comentários e ainda tecem considerações pessoais, como ignorância e tal. No Partido Socialista funciona assim... Não sabia que vinham logo atacar... aliás, agora então é que para além de não ir votar eu, também vou contar aos meus friends para não votarem em vocês. Tenham juízo.

    ResponderEliminar
  12. Típico xuxalista
    Tocam à campainha de minha casa. Quem é? Correio da junta de freguesia de Alvalade, respondem. Ingenuamente abro. Mais tarde descubro propaganda do dito cujo na caixa do correio. Arre que é demais! Enganam-nos nas coisas mais simples!

    ResponderEliminar
  13. Como eleitor de longa data da distinta Freguesia de Alvalade, devo manifestar a minha repulsa por metamorfosearem a terra que me acolheu em receptáculo dos resíduos partidários, cuspidos de uma qualquer Universidade de Verão ou juventude partidária. Ao invés de incumbirem ínclitas personalidades da vivência de Alvalade de representarem as principais agremiações políticas nos sufrágios locais,preferem ofertar a oportunidade de eleição passiva a organismos parasitários incumbados nas manjedouras orwellianas dos partidos da pós-modernidade.
    Do Dr. Caldas nunca ouvi falar e não relaciono com qualquer iniciativa cívica ou relevante na comunidade de Alvalade (nem sequer com a recolha do lixo ou a selecção de materiais recicláveis). Parece-me mais um arrivista da nociva plutocracia partidária, que se desfaz em salamaleques perante um qualquer deputado, e que cora, qual menina colegial, quando o líder partidário lhe concede a graça de um olhar oblíquo.
    Deixo por isso a sugestão aos senhores do Pensar Lisboa: e que tal um pouco mais de critério na escolha de convidados?

    ResponderEliminar
  14. Mais depressa metia uma filha minha a andar em lingerie num autocarro indiano com os parafusos que seguram o varão de apoio soltos do que votava neste gajo.

    ResponderEliminar
  15. O Dr. Caldas é um exímio dentista e ainda mais um ilustre jurista. Teria um futuro brilhante - e não estou a brincar - se se dedicasse com afinco a esses dois dignos e belos ofícios.
    Considero pois a maior lástima que opte por perder o seu tempo e juventude com a canalha mais pútrida e desprezível, filha bastarda e burguesa do 25 de Abril, que vem arruinado a nossa amada Nação.

    ResponderEliminar
  16. Foda-se, nós já temos um Presidente em Alvalade, o Bruno de Carvalho! Não precisamos de outro, vai-te foder, ó Caldas! SPORTING ALLEZ!!!!!!!!!!!!!! ROAAAAAAAAAAAAARRR!!!! Leãozão!

    ResponderEliminar
  17. Caldas, camarada, não ligues ao que estes irresponsáveis vêm para aqui dizer, para tentar arruinar a moral da tua campanha. Acredito que sairás vitorioso e eu vitoriosa. Levarás Alvalade ao Século XX!!!

    ResponderEliminar
  18. Hortênsia Custódia da Assunção6 de setembro de 2013 às 18:57

    Moro em Alvalade faz oitenta e dois, e é uma vida de maravilha, não fossem os donos dos cães deixarem os seus presentes na via pública, à mercê de ser pisados por todos. Eu, que já não vejo muito bem, mal passa um dia que não pise um. Que maçada! Gostava de saber o que o Dr. Caldas sugere para resolver este problema de saúde pública. Um dia destes, ainda escorrego e parto uma anca, e depois quero ver quem me acode.
    Gosto muito do Dr. Caldas, parece-me uma jóia de moço. Não sabia que era dentista. Mas vinha a calhar, porque a minha placa precisa de reparo. Um dia destes passo lá pelo consultório e ainda lhe peço que me limpe os algerozes. (escrito pela minha neta e ditado por mim, que já não tenho idade para estas coisas)

    ResponderEliminar
  19. Cara Sofia Santos, o que diz é uma falsidade. O Caldas não é fraco, ainda sinto o meu esfincter a latejar com a pujança do candidato.

    ResponderEliminar
  20. Hortênsia Custódia da Assunção6 de setembro de 2013 às 19:05

    Se o que o José Sócrates diz, é verdade, também vem a calhar, porque ando um bocado presa dos intestinos. Só vou à casa de banho de três em três dias. É a segunda maior alegria que tenho, logo a seguir a limpar os presentes dos cães dos meus sapatos.

    ResponderEliminar
  21. FRAUDE ELEITORAL EM ALVALADE! INVESTIGUEM O SENHOR CALDAS E AS SUAS IDAS AOS BARES DO PRÍNCIPE REAL!

    ResponderEliminar