quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

António Costa e a sua natural incapacidade de se calar e se concentrar nos problemas graves de Lisboa



O Sr. Presidente da CML, António Costa, realmente não consegue resistir a dar uma bicada quando vê a oportunidade. Agora é sobre o recente relatório do FMI, que até diz umas quantas verdades inconvenientes. E o mais curioso é que o edil usa o exemplo de que se deveria envergonhar todos os dias, tamanha foi a incompetência chapada do Partido a que pertence, que foi muito bem enganado (ou "quis" ser enganado, tamanha é a ânsia de arranjar argumentos para criticar o Governo e safar-se da trapalhada onde se meteu ao assinar o Memorando de Entendimento?)



Senhor Presidente da CML, para quando uma intervenção sua sobre os prédios em estado de ruína avançada? Para quando um pensamento coerente sobre Lisboa? Pois é, quando é para falar sobre Lisboa, toca a perguntar para o lado e tentar safar-se de forma airosa:


3 comentários:

  1. Pode ter dito verdades, mas diga-as mais imparcialmente. Espero, já agora, que quando falar do candidato do PSD, refira quem está por detrás dessa candidatura - um senhor Relvas que por pouco não é um Artur Baptista da Silva.

    ResponderEliminar
  2. Caro anónimo, que não posso interpelar individualmente,

    Gostaria que me indicasse quais são os pontos que não são verdade. Gostasse que me dissesse, ao longo do tempo que estou neste espaço de reflexão, os momentos em que não fui imparcial. Aduzindo o pormenor que não me identifico em nenhum dos partidos actuais nacionais.

    E, por último, gostaria, já que estamos numa de imparcialidade, que comprovasse - visto ser uma acusação velada - porque Miguel Relvas é um Artur Baptista da Silva.

    Por último, gostaria que pudesse discutir o núcleo do post, caso seja do seu interesse.

    Muito obrigado.

    ResponderEliminar
  3. O senhor não foi parcial. Justifique as suas ideias/intervenções:

    -falta de coerência de António Costa
    -O António Costa foi infeliz na alusão ao caso do impostor, que deveria ser menosprezado. Aí estou de acordo consigo. Mas não encontro nenhuma curiosidade nisso, senão um grande à vontade com um falso membro do partido a que ele pertence.
    -justifique-me o termo "incapacidade" que utilizou. Talvez haja até motivos externos para a incapacidade que refere.

    Por fim, respondendo-lhe à questão do Miguel Relvas:
    Esse senhor deveria ter a decência, a humildade e a dignidade de sair do governo depois de ter burlado tudo e todos com um processo curricular em tudo mal explicado e sem justificação. É o que falta na política: pessoas com honestidade e carácter. Relvas há muitos, o Artur Baptista da Silva é apenas um Relvas elevado ao extremo. Assim, não se esqueça, quando falar do candidato do PSD à camara de Lisboa de referir que também este foi enganado por um camarada, ou talvez tenha "querido" ser enganado, tamanha era a ânsia de chegar ao poder.

    E fique bem ciente que eu sempre fui um homem que se reviu nos ideais do PSD, até há meia dúzia de anos. Simplesmente já não me identifico com a presente governação. E por isso digo abertamente aqui: o António Costa pode ter defeitos, mas alternativas há poucas. Faça um balanço do bom e do mau que foi feito por este autarca, tendo em conta a época que vivemos sff.

    ResponderEliminar