sexta-feira, 7 de Dezembro de 2012

Henrique Raposo em discurso directo


Dr. António Costa, o seu lixo não vale nada

Não, meu caro, não estou a falar dos resquícios socráticos que ainda estão na bancada parlamentar do seu partido. Estou mesmo a falar do lixo da cidade. Eu sei que V Exa. é um génio genial destinado a coisas geniais, eu sei que o meu caro só sabe pensar em mega-projectos-para-câmara-de-tv-filmar, mas faça lá um favor a este pobre lisboeta: limpe a cidade. Ou melhor, será que pode desfazer o sistema de lixo que sua gerência inventou? É que este sistema não vale nada, suja mais do que limpa. "Porquê?", pergunta V. Exa. Porque despreza a própria estrutura das ruas e dos prédios. Ou seja, o meu caro Dr. deu o sim a uma política sem nunca ter olhado para a realidade que estava a reorganizar. Os génios são todos assim?
Mas continuemos a explicação. O seu sistema de recolha de lixo implicou a retirada dos ecopontos da rua e a colocação de três contentores (normal, azul e amarelo) em cada prédio, num esquema que contempla a recolha de lixo normal apenas três vezes por semana. Sucede que a maioria dos prédios só tem espaço para um contentor, logo, o lixo amarelo e azul fica acumulado à porta dos prédios. Pior: como só há um pequeno contentor, o lixo orgânico também começa a fazer montinhos turcos. Volto a colocar-lhe uma questão: V. Exa. conhece a bomba nasal contida num saco de fraldas usadas plantado na rua durante três dias?
Para terminar esta missiva pouco genial ao mais genial dos génios da política portuguesa, gostava de lhe fazer dois pedidos de inverno. Em primeiro lugar, alguém devia limpar as folhas caídas, que já causaram uma luxação à Dona Laurinda e três entorses. Eu não sei se os génios escorregam, meu caro, mas a malta, sim, escorrega muito. Em segundo lugar, convinha repor as tampas das sarjetas. É que ter ratazanas ao lado do carrinho de bebé é, como se diz?, assustador. É uma mania minha, sabe?, não gosto muito de ver ratazanas à luz do dia, sobretudo quando tenho um bebé junto de mim. Manias.


1 comentário:

  1. Vocês aqui no Pensar Lisboa chamaram e bem a atenção antes. Parabéns.

    ResponderEliminar