segunda-feira, 26 de novembro de 2012

O "vento não vem dos lados": Da total incapacidade de compreender a palavra "liberdade" ou a ignorância de Sá Fernandes


E eis que ele volta a aparecer! Ele, o justiceiro, o cavaleiro, o paladino, alvíssaras para o seu aparecimento!! Eis que mais uma vez, este senhor, de seu nome José Sá Fernandes, lança de novo, ou melhor, renova o ímpeto da sua cruzada contra a liberdade dos comerciantes!

Ora, consta que se pretendem esplanadas de alta qualidade. Pretende-se uma uniformização ao bom nível socialista, de afã e inegável busca por uma igualdade - essa utopia irrealizável. Desconte-se o facto de a reportagem cantar alvíssaras e uma nova Aurora porque, de facto, até a jornalista está chocada com a liberdade das pessoas.

Está um pouco desarrumado? Então retire-se a liberdade e imponha-se regras que atentam à liberdade! Não, não iremos usar a pedagogia e criar umas normas gerais que mantenham o bom senso e evitem atropelos. Não!! Iremos logo uniformizar tudo, iremos logo destrutir a criatividade proveniente da liberdade! Alvíssaras, alvíssaras! O salvador da higiene pública! Aqui vem ele, o paladino! Chapéus de sol com publicidade, onde é que já se viu isto... Chapéus de sol com publicidade? Não, não pode ser! O paladino recusa a permitir que os comerciantes ganhem mais uns trocos! Não, a higiene está acima de lucro! Mesmo que isso conduza à falência dos comerciantes!

"Acredito que vamos ter esplanadas topo de gama na Primavera", declara, inefável, o paladino! Alvíssaras, alvíssaras! Descobriu-se a Luz, a Verdade, aleluia para o cavaleiro paladino!! E mais diz o Vereador do Espaço Público: "O vento não vem dos lados". O vento não vem dos lados!! Alvíssaras!! O cavaleiro, o paladino da higiente descobriu que o vento não vem dos lados! Não, o vento vem de cima, o vento vem de baixo, mas não, oh não, o vento nunca vem dos lados! O que é isso, é apenas uma invenção dos sujos capitalistas que apenas querem ganhar lucro (e já agora, proteger os turistas dos ventos que vêm dos lados...)

Palavras para quê? É um profundo e típico artista português. Friso algo que é muito importante: o vento não vem dos lados. Repito, o vento não vem dos lados. Fica a notícia e a nova descoberta científica: o vento não vem dos lados. Prémio Nobel para o Sá Fernandes.

Sem comentários:

Enviar um comentário