quinta-feira, 5 de Julho de 2012

Se fosses Presidente da Câmara de Lisboa que mudarias?


Caros Leitores,

Hoje de manhã cedo quando vinha a caminho do trabalho pensei, que tal se lançasse um desafio aos lisboetas e leitores do nosso blog?

Ora o desafio que vos lanço é a responderem às seguintes questões: Que vos parece que faz falta na nossa cidade? Que ideias têm para a melhorar? Se fossem o Presidente da Câmara que medidas seriam para Vós prioritárias?

Aqui deixo este desafio, esperando a Vossa participação individual (e muitos comentários!!), que em primeiro lugar vos dará a oportunidade para Pensar em Lisboa ( pois muitas vezes na Política não somos desafiados a Pensar, mas sim  quase que obrigados a concordar com o que é dito sem termos espaço para nos pronunciarmos e darmos opinião), e sobretudo para pensarem como cada um de vós poderá ser político por uns momentos, Pensando no bem estar dos nossos concidadãos lisboetas!

Conto Contigo!!

6 comentários:

Eduarda Carmo disse...

Eu acabava com aquelas obras em frente ao Terreiro do Paço. Já chega de confusão e daquele ar de quem um dia começou, mas ficou sem ideias.

Ivan Roque Duarte disse...

Caros amigos, na minha opinião uma das coisas que afecta muito os lisboetas é a falta de articulação entre os vários transportes de Lisboa. Esta é uma realidade que impossibilita os lisboetas de se deslocarem seja para trabalhar, para sair à noite e mesmo os turistas são prejudicados com este problema!

Amigos bora participar? Vamos em conjunto Pensar para que possamos melhorar a vida dos lisboetas!

Carlos Miguel disse...

Sem duvida que o abandono a que está vetado o espaço entre o cais das colunas e o cais do sodre merece rapidamente uma intervenção de fundo! A cidade merece mais.

Mas posso também falar do devolver a cidade ao tejo sendo muito provavelmente necessário repensar uma nova ideia para a linha de comboio que atravessa toda a zona ribeirinha. trata-se de um desafio exigente. Mas acho que merece ser Pensado!

Rui Francisco disse...

Em tempos Monsanto ainda teve alguma animação, mas infelizmente parece que tudo o que vinha a ser feito foi esquecido! Sendo o pulmão da cidade, penso que merecia um pouco mais de atenção e "animação" cultural.

Ivan Roque Duarte disse...

Caros amigos, antes de mais obrigado pela Vossa participação! Só com a partilha de ideias e com discussão construtiva alcançamos grandes soluções.

Não sendo uma ideia propiamente dita, penso que falta Pensar a cidade em torno das pessoas e das famílias, mas ainda mais importante dos jovens, ao invés de a PENSAR centrada nos negócios e construções!

Rui Ferreira disse...

Há um livro muito curioso de um antropólogo Françês que fez um estudo entitulado "Pedonalidade no Largo do Rato - Micropoders". Aconselho a quem se interessa por questões urbanísticas. Nele é retratado como aquela "praça" é hoje um lugar hostil para o peão e onde o paradigma do automóvel se mostra o menos dignificante possível.

http://www.aca-m.org/w/index.php5?title=Publica%C3%A7%C3%B5es

É urgente requalificar o Largo do Rato e devolver ao peão o espaço que mereçe.

Recentemente um aluno de arquitectura fez um estudo genérico de como isso poderia ser feito. Não digo que concorde a 100%, mas sem dúvida que cortar algumas ruas mais pequenas e torná-las de acesso pedonal seria uma solução para aquele triste legado das políticas dos anos 80. O triângulo do Salitre é uma confusão, e a Rua de São bento é um martírio de tão pequena que é para tanto tráfego, que tal sentido único?? Há muita coisa que se pode fazer. Talvez agora com a nova Rotunda do Marquês as coisas mudem.

http://daual4urbe.blogspot.pt/2012/06/partilha-urbana-largo-do-rato-planta-de.html?m=1