quarta-feira, 11 de julho de 2012

Lisboa também é Optimus Alive!




Os puristas que não me levem a mal. Mas mais metro menos metro, Lisboa e Oeiras não se importam de partilhar Algés. E é nesse Passeio Marítimo que começa neste fim-de-semana mais uma edição do Optimus Alive. Nesta sua sexta encarnação, mais uma vez, um dos festivais portugueses com maior notariedade internacional devido à qualidade do cartaz, vai encantar os festivaleiros.
Sexta-feira destaque para The Stone Roses e Justice. E para meu divertimento pessoal LMFAO.
Sábado ficam para Florence & The Machine e os magníficos The Cure e Domingo comprovará certamente porque foi o dia mais concorrido quando os Radiohead iniciarem o seu acto.

Em plena crise; passes de três dias há muito esgotados. Passes especiais criados. Esperam-se 12500 turistas e vamos poder ouvir cerca de 88 horas de música.
São três os palcos que vamos tentar trazer aqui ao pensarlisboa.com
Vamos também procurar saber como os artistas, festivaleiros & afins pensam Lisboa a seus olhos.

Até lá!

E como sempre recomendamos que deixem o carro em casa e viajem de transportes públicos.

9 comentários:

  1. Muito bem dito JFD. De facto, que seja uma grande festa. Um alivio para jovens e menos jovens nestes tempos. E que os turistas gostem e gastem por Oeiras e Lisboa

    ResponderEliminar
  2. O Pensar Lisboa vai fazer reportagem do evento, tal como fez no RiR? Adorei a iniciativa. Parabéns

    ResponderEliminar
  3. E o Moita Flores também vai? ehehe

    ResponderEliminar
  4. O isaltino vai de certeza oferecer bilhetes para a porta! E apesar de ser em Oeiras, aposto que o Seara também aparecerá para distribuir uns flyers, tal como queria ter feito no RiR. Anda tudo à procura do tacho!
    O Pedro Rodrigues é que não perdoa e desanca neles todos ;)

    ResponderEliminar
  5. Cá estou eu caro Tiago Furtado!

    Como tenho andado a tratar de assuntos pessoais bastante importantes, não tenho conseguido tomar atenção aos últimos desenvolvimentos autárquicos (se é que os há...) e a tese de Mestrado hoje retirou-me tempo para escrever mais um Pensamento para Lisboa, prometendo eu que Sexta haverá dose dupla.

    Caro Tiago Furtado, se me permite, vou-lhe responder directamente e de forma politicamente incorrecta: não perdoo e desanco neles porque eles metem-se a jeito. "Eles" leia-se António Costa, Sá Fernandes, Helena Roseta, Seara, Isaltino, de qualquer partido, de qualquer ideologia. Como se metem a jeito...

    ResponderEliminar
  6. Pareces o Vitorino pá! Quem se mete...leva!

    ResponderEliminar
  7. O mais paradoxal é saber que muitos dos jovens que no próximo fds irão gastar mais de 150euros (quantia razoável, tendo em conta os bilhetes, as bebidas,a alimentação e os transportes) neste espectáculo são os mesmos que para o ano irão andar em Manif's porque o subsidio jovem nos passes dos transportes públicos foi cortado.. The Show must go on!

    ResponderEliminar
  8. Caro João Crisóstomo, ser-se coerente dá nesta chatice, infelizmente! Ser-se extremamente coerente faz-me desancar neles todos, porque eles todos insistem em cometer os mesmos erros abjectos. Será isto perseguição da minha parte? O que seria, eu gosto é do meu descanso, do meu charuto, do meu Bailey's e dos meus livros de Direito Romano. Mas há coisas que mexem comigo, e uma delas, é ver a Política a tornar-se "política" nas mãos de pessoas incompetentes

    ResponderEliminar
  9. Carolina vamos fazer sim, podes contar com a nossa visão do Festival!

    ResponderEliminar