quarta-feira, 27 de junho de 2012

Lisboa a pé!


Lisbon Walker oferece 54 opções de passeio por Lisboa. A pé, de bicicleta, ou fazendo uso dos transportes públicos. É só escolher.
O comum alfacinha, convencido que conhece bem a cidade, poderá ficar surpreendido com o que espera. "Absolutamente", diz Rita Prata, um dos elementos da equipa da empresa Lisbon Walker, especializada em passeios temáticos, pedestres e de bicicleta, na cidade de Lisboa. "A ideia é surpreender, muito mais do que o turista, o lisboeta" remata. 


Uma das propostas mais estimulantes é um baralho de cartas com 54 opções. Como a cidade é versátil, encontramos hipóteses de caminho menos óbvias como a de "Lisboa Industrial a Oriente" que, diz Rita Prata, "nos leva para uma rua muito extensa, para lá de Santa Apolónia, que vai mudando de nome várias vezes: Bica do Sapato, Madredeus, Rua de Xabregas, Rua do Grilo até à rua do Açúcar (este nome muito curioso) e que passa por um dos largos mais bonitos de Lisboa, o do Abel Pereira da Fonseca até terminar no Braço de Prata". Este é um passeio de dificuldade média pois é plano mas, para o caso de ser necessário apoio, cada carta indica os transportes públicos disponíveis no percurso. 



Outro passeio menos convencional e que Rita Prata destaca é o das Vilas Operárias – entre a Graça e a Senhora do Monte - que contempla palacetes adaptados, aglomerados mais pobres ou ainda uma verdadeira pérola que "se calhar poucos lisboetas conhecem" que é o Bairro da Estrela d’ Ouro. 



Cinquenta e quatro passeios, a pé ou de bicicleta com eventuais boleias de transportes públicos, que preenchem não só as férias mas feriados e fins-de-semana avulsos custam, ao todo, 15 euros. Roteiros íntimos aprovados e experimentados que contornam dificuldades: "sem dúvida", diz Rita, "a melhor forma de fugir à crise".

in Jornal de Negócios

Sem comentários:

Enviar um comentário