sexta-feira, 13 de abril de 2012

Hoje Rui Rio, Amanhã a Capital?


Eles "andem" aí!
A comunidade online, demonstra cada vez mais a sua força... demonstram a atenção que o povo começa a dar aos seus Governantes, dando um sinal de alerta de que estão atentos, quando outrora seguiam a sua vida, porque a politica era para os ricaços, deixando os políticos escapar impunes aos seus malabarismos...


Isto desperta para o caso da Suécia, onde o Partido Pirata já é o 3º maior do País e até já elegeu um deputado europeu.
Demonstra que a Internet é cada vez mais o café do cacique e onde se definem planos e estratégias, seja para o projecto lá de casa, o projecto de trabalho para apresentar na empresa, a candidatura à junta de freguesia ou uma OPA à GALP.

Em Portugal já existe um Partido Pirata, com diversos núcleos pelo País, mas ainda é representação de uma muito reduzida/baixa expressão no eleitorado, talvez pelo seu manifesto ser acabar com a tentativas dissimulada de supressão global dos nossos direitos, liberdades e garantias e não o de Governar.

O Futuro desta nossa sociedade de informação é o crescimento destes pequenos partidos, muitas vezes locais, onde com uma boa sintonia de agulhas entre eles, poderemos assistir num período não muito longínquo, a algo local e que faça mossa aos partidos instalados desde o 25 de Abril, com imensas vantagens:
  • Rapidez na difusão de mensagens.
  • Custos praticamente nulos de propaganda.
E essencialmente um debater ideias! Sem reuniões que se prolongam pela madrugada dentro, afastando potenciais interessados em contribuir no melhor desenvolvimento da freguesia, região ou País, mas que as responsabilidades familiares ou profissionais os afastam desse debate de ideias, abrindo espaço a quem não tem ideias ou vontade de fazer melhor, mas tem grande disponibilidade para as noites politicas de copos...
 
 Mobilizem-se!
E expressem a vossa livre opinião, seja por Twiter, Facebook, Blog, SMS, Mailing Lists...

3 comentários:

  1. Mas que grande verdade Ricardo. Deste-lhes memo bem

    ResponderEliminar
  2. Caro Ricardo Ferreira, vejo que são palavras de alguém que "andou pelo terreno". Infelizmente é a verdade...

    ResponderEliminar