quarta-feira, 28 de março de 2012

Lisboa mais deserta



São notícias destas que me entristecem verdadeiramente. Sendo a única deste género a nível nacional, não deveria encerrar desta forma. Louva-se que não deixe dívidas para trás, exemplos de boa gestão são sempre necessários. Mas é pena que assim seja.

Perde Lisboa, perde Portugal, perde a literatura, perdemos todos nós.

Sem comentários:

Enviar um comentário