sábado, 24 de março de 2012

Ar Poluído e Vereadores Erráticos


A Câmara Municipal de Lisboa anunciou que a cidade terá a partir do próximo mês uma "terceira circular" da Zona de Emissões Reduzidas (ZER), onde só podem circular viaturas que respeitem a norma Euro1 (construídas após Julho de 1992, ou anteriores que tenham sido equipadas com catalisador ou filtro de partículas).
Esta ZER englobará, agora, a zona da cidade interior à Av. de Ceuta, Av. das Forças Armadas, Av. dos EUA, Av. António de Spínola, Av. Santo Condestável e Av. Infante D. Henrique.
Recorde-se que desde Julho de 2011, a ZER já abrange o território entre a Rua Alexandre Herculano e a Praça do Comércio.
Porém, mesmo com a criação da ZER, feitas as contas em Lisboa no final de 2011, apesar de reduções na emissão (o que sai dos carros), o número de dias com valores excessivos de concentração (as partículas que ficam no ar) subiu em relação a 2010 (113 dias contra 88).
O Vereador da mobilidade Nunes da Silva explica as causas do aparente paradoxo: por um lado, as condições meteorológicas ("pouca chuva e pouco vento") impediram uma maior dispersão dos poluentes; por outro lado, "a copa das árvores da Avenida da Liberdade, pairando sobre a via, forma uma espécie de túnel". Tudo somado, foi "um túnel sem arejamento", diz.
A solução passaria então por uma poda mais intensa. E o que diz o mesmo Vereador?
"Pessoalmente, considero que haveria toda a vantagem nisso, mas tal não deverá ser do agrado do meu colega José Sá Fernandes (Vereador do Ambiente)".
Temos, assim, mais ramerrames e polémicas entre os Vereadores do Executivo liderado por António Costa, enquanto o ar de Lisboa (principalmente no eixo da Avenida da Liberdade) continua pouco respirável.

Sem comentários:

Enviar um comentário