quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Rubrica: Lisboa aos olhos de Mendes Bota

E hoje um olhar mais a sul. Um algarvio de gema, que nos dá a sua visão sobre a capital de Portugal. O Deputado Mendes Bota é o nosso convidado a quem muito agradecemos a disponibilidade.

Pensar Lisboa - O que mais gosta na cidade de Lisboa?
Mendes Bota - Do rio, da longa marginal a ele encostada de uso pedonal, da modernidade da Expo, do ambiente histórico de Belém, da sensação de liberdade que ali se respira, de repousar o olhar no vai-vem das embarcações, no linguarejar das gaivotas, da grandeza da ponte e de ali ver passar comboios, de olhar para a outra margem e de pensar no que seria a minha vida se um dia me tivesse dado para dar o salto. Para a outra margem…

Pensar Lisboa -O que menos gosta em Lisboa?
Mendes Bota Do trânsito, das filas intermináveis, da selvajaria, da falta de civismo dos condutores, do óleo queimado que se respira, do tempo que se perde, da paciência que se estraga, da falta de espaço para encostar um carro, do custo escandaloso para o fazer, das alternativas do metro apinhado, dos autocarros que transportam pessoas como já nem se devia transportar gado.

Pensar Lisboa -O que mudava em Lisboa?
Mendes Bota O impossível, demolir arranha-céus, fazer uma reabilitação urbana total, proibir novas construções com mais de quatro pisos, interditar o acesso dos neo-patos-bravos à cidade.

Pensar Lisboa -O que recomendaria a um turista em Lisboa?
Mendes Bota Um dia inteiro no Castelo, a observar minuciosamente as sete colinas, e para cada uma delas desenvolver um plano de visita, por cada dia de uma semana inteira.

Pensar Lisboa -Com que cor identifica Lisboa?
Mendes Bota Verde no Lumiar, encarnado em Benfica, azul em Belém, branco na Alfama, cinzento no Terreiro do Paço.

Pensar Lisboa -Numa palavra, Lisboa é...?
Mendes Bota Tal como Loulé é a minha vila, onde nasci, Faro a minha cidade, onde estudei e cresci, Lisboa é a capital onde me fiz homem. Aqui desembarquei em 1972, por aqui ando sempre, mas nunca cá fiquei.

2 comentários:

  1. "das alternativas do metro apinhado, dos autocarros que transportam pessoas como já nem se devia transportar gado."????? Este sr vive em que planeta??? Anda em que metro e em que autocarros?? Ele já arrumava mas era as botas...

    ResponderEliminar
  2. Metro da linha azul, pela manhã não é muito diferente de transporte de gado infelizmente essa é a realidade.

    ResponderEliminar