quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Compram-se ideias!

Ao que parece a Câmara Municipal de Lisboa está sem ideias para os problemas da cidade.

Parece-me que o objectivo de se eleger alguém para dirigir uma Câmara Municipal é exactamente escolher quem tenha capacidade de resolver os problemas existentes e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.
Será que essa capacidade se dissipou da CML?

http://www.publico.pt/Local/camara-de-lisboa-da-5000-euros-a-quem-tiver-as-melhores-ideias-para-a-cidade-1534051?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+PublicoRSS+%28Publico.pt%29&utm_content=Google+Feedfetcher

6 comentários:

  1. Que comentário tão idiota!
    Terá lido o âmbito do prémio ou ido à apresentação? Ou é só vontade de dizer mal?
    Já ou viu falar em participação na gestão da cidade?
    Informe-se antes de fazer comentários tão tristes como este.

    ResponderEliminar
  2. Caro leitor anónimo,

    A idiotice é um estado tão lúcido como a ignomínia de escrever um comentário sem a assinatura de um nome, escondendo-se atrás da cortina do anonimato. Naturalmente que, a compra de ideias, transformado como o veículo principal de resolução de problemas é o reconhecimento da incompetência de quem gere os destinos de Lisboa. A tristeza de um comentário não se afere apenas pelo seu conteúdo, mas também pela sua forma; e, da minha parte, não consigo descortinar o que será mais triste e arrepiante: a tristeza da pertinência da observação feita pelo post, ou a tristeza do comentário feito por si, senhor Anónimo, que revela uma incapacidade gritante para encaixar uma observação justa e admissível do ponto de vista axiológico.

    Não obstante, é salutar e, acima de tudo, interessante que tenha prestado atenção ao nosso humilde espaço de reflexão e que tenha deixado o seu comentário, o qual agradecemos e esperamos que continue a visitar-nos e a deixar a sua opinião, livre e esclarecida.

    Sem mais nada a acrescentar e com os melhores cumprimentos

    ResponderEliminar
  3. E o orçamento participativo, também acham uma má estratégia da CML? Acho muito bem dar voz aos municipes!

    ResponderEliminar
  4. Caro João,

    É esse o nosso espírito também. Dar voz a todos. E é de salutar a participação das pessoas nesse projecto.

    ResponderEliminar
  5. Quando não há dinheiro para retirar o lixo da cidade, quando não há dinheiro para iluminar a cidade no Natal, quando nunca há dinheiro para nada, parece-me mal sim.
    A ideia apesar de ser boa e possivelmente bem intencionada vem deslocada da realidade que se vive neste momento.
    É suposto a Câmara saber ajudar os cidadãos, mas não é vergonha nenhuma pedir ajuda, agora, comprá-la?

    ResponderEliminar
  6. Pena é que o orçamento participativo não tenha por vezes continuidade. Isto é existem multiplos projectos, são escolhidos os melhores, mas infelizmente depois são deixados na gaveta do Dr. Costa ou vereador respectivo. Por acaso o Pensar Lisboa tem alguma informação sobre quantos dos projectos seleccionados já foram efectivamente postos em prática? Temo bem que os lisboetas tenham algum "amargo de boca" com os resultados.

    Parabéns pelo blog, está a ser muito interessante de acompanhar!

    ResponderEliminar