terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Volta das Juntas: Carnide


E hoje lá foi o Pensar Lisboa a mais uma Junta de Freguesia em Lisboa. Visitámos hoje a Junta de Freguesia de Carnide. Uma Junta imponente, bem ao lado da Quinta da Luz e do Colégio Militar. Para nos receber o Presidente Paulo Quaresma.

Subimos até ao último andar da Junta e fomos parar às águas furtadas. Um espaço acolhedor e reaproveitado. O antigo sótão do Palácio, palácio esse cedido pelo Conde de Carnide e agora propriedade da Junta. 

Uma sede com óptimas infra-estruturas. Bem arejado e joga com o antigo e o moderno. Mais um belo espaço desta bela cidade. 

Apresentações feitas, falámos um pouco sobre Carnide. Pela curiosidade que o Pensar Lisboa suscita iniciámos a conversa pela acção da Junta nas redes sociais. O Presidente Paulo Quaresma apresentou-nos com orgulho o dinamismo que apresenta nas redes. Na página de Facebook da Junta, no projecto que lançou para fomentar a participação cívica das crianças, através do “Sou Carnide”. Um projecto que lança questões e ajuda a sensibilizar as crianças para temas de cidadania. Ora, entrar na cidadania é entrar na participação activa. Participação que a Junta de Carnide faz através do seu boletim mensal, que distribui pelos fregueses com uma curiosidade: deixa espaço para todas as forças politicas representadas na Assembleia de Freguesia comentar, escreverem ou opinarem como bem entendam. O Presidente disse-nos que nunca nenhuma escreveu nada... Mas referiu logo que já tinham sido entrevistados todos os membros da Assembleia. Ora e estamos numa junta liderada pelo PCP em coligação com o PSD. De facto, abertura não falta.

Revivemos um pouco do trabalho do dia-a-dia. Carnide tem hoje 24 mil habitantes, uma freguesia maior que muitas cidades. Em termos de distribuição de população conta com 50% de residentes em bairros municipais e 50% em bairros não municipais. Falámos ainda dos limites de Carnide, com metade do Centro Comercial Colombo a ser de Carnide e a outra metade de Benfica, ou a divisão do Cemitério de Benfica, com uma divisão nas mesmas proporções.

Falámos um pouco ainda da reorganização administrativa da cidade de Lisboa, reorganização essa que o Presidente Paulo Quaresma tem dúvidas, deixou a critica ao não debate sobre a proposta do... CDS sobre 9 Juntas. Não que fosse a favor, mas por achar que tudo deve ser debatido. Falou-nos da relação com Benfica e Lumiar. Chamou a atenção para a necessidade de uma Junta de Telheiras. Com prejuízo para Carnide, mas como disse: “Eu não sou Presidente de Junta, eu estou Presidente”!

Carnide tem vindo a aumentar em número de habitantes. Dados dos censos. Dados que revelaram que muitos fazem de Carnide segunda habitação, nomeadamente das ilhas. Abordámos o Bairro Padre Cruz. A necessidade de tratar aquela área com a atenção devida. Poderia ser um gueto mas o acompanhamento é gradual, envolvendo moradores, junta e Câmara o que leva a uma maior integração. Recebemos um livro para crianças sobre o Bairro. Um livro a “puxar pelo orgulho” de viver naquele bairro. Um bairro que conta com diferentes culturas e que hoje tem um equilíbrio de louvar.

Os temas foram passando e o estacionamento foi mais um dos temas abordados. O Presidente Paulo Quaresma disse-nos que hoje Carnide já tem vida durante o dia. Fruto dos inúmeros serviços existentes à volta. O Colombo, o ISLA, o Pólo Tecnológico, o Hospital da Luz. Zonas que atraem pessoas e que criam mais condicionalismos no trânsito e no estacionamento. Soluções em parceria com a EMEL, foram já implementadas e estão a ser estudadas.

O Benfica e os jogos foram mais uma dor de cabeça para a zona.

Falámos ainda das escolas de Carnide. 3 no 1º ciclo, 2 no 2º e 3º ciclo e uma secundária, “uma das melhores”, disse-nos com orgulho o Presidente. Falamos pois da escola Vergílio Ferreira. Aqui também abordámos a organização dos ATLs que a Junta apoia e incentiva. Tema que nos levou aos funcionários da Junta. Com um orçamento de 2 milhões e 500 mil euros, conta com 80 funcionários directos. O Presidente Paulo Quaresma falou-nos com orgulho nos funcionários. Que prefere assim do que empresas a prestarem serviços. Pois assim conta com a dedicação permanente e versatilidade de funções. Ora, falar de funcionários é falar da nova medida, agora muito falada, do refeitório social. Ora, hoje Carnide tem um refeitório para os seus funcionários. Da medida de retirar os subsídios de Natal e Férias, esta despesa fica como não despesa para Juntas e Câmaras com dívidas que são pagas a menos de 90 dias. Tal facto, permite utilizar este valor. Assim foi constituído um refeitório social, em que cada trabalhador contribui com 1 euro por dia. Isto dá uma poupança a cada funcionário da Junta de 1000 euros ano. Como disse o Presidente Paulo Quaresma, é preciso é ter ideias originais e as coisas acontecem.

Na fase final da conversa, ainda abordámos o Colégio Militar e o grande Cluster de Carnide: os restaurantes no centro histórico. Um projecto que está bem implementado e vai levar a obras no Largo do Coreto, para potenciar ainda mais a zona.


Foi uma conversa muito esclarecedora que nos permitiu ficar com outra visão sobre uma zona tão importante de Lisboa como é Carnide. O Pensar Lisboa agradece a amabilidade do Presidente Paulo Quaresma em nos ter recebido. E partilhar a sua visão sobre Carnide e Lisboa. Da nossa parte iremos continuar a ouvir. A ouvir se aprende, a ouvir conseguimos Pensar Lisboa.

Sem comentários:

Enviar um comentário