quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

"Eco-bairro da Boavista deixou de ser viável e loteamento novo cai - Helena Roseta"

Mais uma partilha do nosso blog amigo Bairro da Boavista e a Sra. Helena Roseta a fazer das suas:



O projeto para o eco-bairro da Boavista, em Lisboa, deixou de ser "viável economicamente" e a Câmara decidiu não avançar com a construção de quase mil fogos, disse na quarta-feira a vereadora da Habitação, Helena Roseta.
Apesar de em 2010 ter sido aprovada a candidatura ao Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) do eco-bairro da Boavista, o projeto deixou de ser "viável economicamente" e a autarquia decidiu "não dar seguimento ao loteamento aprovado", disse hoje Helena Roseta em reunião de Câmara.
A operação urbanística, a desenvolver pela Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL), previa a demolição integral do Bairro de Alvenaria, de forma a viabilizar a construção de 922 fogos e a realojar 492 famílias, segundo disse a vereadora.
 
 

2 comentários:

  1. Helena Roseta é uma senhora sim. E arquitecta além de vereadora. E faz muito. Mal feito, está o título e resumo da notícia. O Eco-Bairro não deixou de ser viável. Tudo prossegue, excepto o loteamento. O que, para quem não seja arquitecto, mas apenas senhor de fazer das suas, talvez seja incompreensível. Lotear significa separar por lotes, urbanizando, para construir e comercializar. É isso que não vai ser feito. Faltou pois copiar o resto da notícia original: O bairro não vai ser demolido de uma vez para lotear, construir, e vender. Sensatez comum quando não há crédito e as famílias e o País vivem em crise. O que se vai fazer, é ir gradualmente substituindo por fases as habitações existentes. E a CML irá manter as intervenções no edificado, no espaço público, e nas infraestruturas , no valor elegível no QREN: 6,6 milhões de euros. E o projecto mantém os apoios ao empreendedorismo e criação de emprego ( 350 mil euros) e apoio às famílias (440 mil euros). Na dúvida do que se faz como notícia sua, um comunicador sério verifica os factos. Que foram públicos, em reunião da CML, com direito a power point. Preto no branco, perante todas as bancadas, entendendo-se bem o que se vai fazer.

    ResponderEliminar
  2. É bom saber que o excutivo da CML está atento ao Blog.

    Como nós não lemos o artigo completo também a Sra. Luisa deveria ter verificado em 1ª mão que o artigo é inteiramente copiado pelo Blog do Bairro da Boavista que alertou.

    Aproveito ainda para convidar a CML a partilhar com o Pensar Lisboa em pensarlisboa@gmail.com, as boas iniciativas que tem com a população para mostar o lado bom da CML.

    ResponderEliminar