terça-feira, 29 de novembro de 2011

Pobre General

Ai ao lado do Mercado da Ribeira, como quem vai para São Paulo, está a imponente estátua ao General Marquez de Sá da Bandeira. Central na Praça de D. Luiz I. Passava eu ali, como sempre, faz umas semanas e heis que me deparo com trabalhadores ou da CML ou a trabalho para a CML a pintar a cerca que rodeia a estátua com uma fresca demão em verde corrimão. Vários diga-se de passagem. Ora, olhando em volta, olhando para a dita, olhando de novo em volta, fiquei a pensar - ó Diabo não haveriam outras prioridades? Limpar a estátua? Manter a Praça? Recuperar o Monumento? Eliminar os cócos e o mau cheiro? Tirar os fumadores de ganza e bebedores de litrosas às onze da manhã do parque infantil? Qual a urgência em pintar a cerca???

2 comentários:

  1. Cliquem na imagem e vejam como está o estado da Estátua e para onde aponta a figura sentada... Mas ainda bem que a cerca está pintada...

    ResponderEliminar
  2. É extraordinário! O que interessa é o assessório. O essencial deixa estar.

    ResponderEliminar