quarta-feira, 5 de outubro de 2011

5 de Outubro


Hoje é feriado nacional: comemora-se o aniversário da implantação da república.

A meu ver, a maior alteração que a I República provocou no quotidiano dos Lisboetas, e que perdura até hoje, corresponde às alterações efectuadas na toponímia da cidade.

Não deixa de ser interessante observar que logo no dia 6 de Outubro de 1910 (dia seguinte ao golpe republicano) foram aprovadas as primeiras alterações a nomes de ruas e avenidas.

Na verdade, em Reunião na Câmara Municipal de Lisboa, presidida por Anselmo Braamcamp Freire, Nunes Loureiro apresenta uma proposta aprovada por aclamação.

A Avenida Ressano Garcia passou a denominar-se Avenida da República e a Rua António Maria de Avelar passou a designar-se Avenida Cinco de Outubro.

Uma semana depois são feitas novas alterações: a Rua Bela da Rainha passa a denominar-se Rua da Prata; a Avenida D. Amélia passa a Avenida Almirante Reis; a Rua D. Carlos I passa a chamar-se Avenida das Cortes; a Rua d'el-Rei passa a Rua do Comércio; a Avenida José Luciano passa a denominar-se Avenida Elias Garcia; a praça D. Fernando passa a praça Afonso de Albuquerque; a Avenida Hintze Ribeiro passa a Avenida Miguel Bombarda; a rua da Princesa a Rua dos Fanqueiros; a praça do Príncipe Real passa a praça Rio de Janeiro; o Paço da Rainha passa a largo da Escola do Exército.

Sem comentários:

Enviar um comentário